Antigamente a única opção para tratar a estenose aórtica era a cirurgia aberta, na qual era preciso abrir o peito e parar o coração para realizar a troca da válvula. Mas, atualmente, a técnica adotada é o TAVI (implante percutâneo valvar aórtico), realizado sem a necessidade de corte e interrupção do coração.
A nova válvula é colocada dentro daquela que está calcificada por meio de um cateter, do tamanho de uma caneta, introduzido pela artéria da femoral, assim como no cateterismo cardíaco.

O implante da valva aórtica transcateter (TAVI) é indicado para pacientes com estenose aórtica com alto risco cirúrgico. Recentemente ficou comprovado sucesso para pacientes de moderado risco cirúrgico também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *